Notícias

Arquivos

ANÁLISE DE INDICADORES SOCIAIS

Construção de índices e sistemas de indicadores sociais. Instrumentos para a produção de indicadores qualitativos. Casos de aplicação de indicadores qualitativa – quantitativa na análise e avaliação de políticas sociais. Conhecimento e crítica dos indicadores sociais atuais. Indicadores e dados relevantes nas estatísticas públicas brasileiras para a área social. Análise comparada de indicadores sociais entre países.


Bibliografia Básica da Disciplina

BAUER, R. 1967. Social Indicators. Cambridge: MIT Press.
BERGER-SCHMITT, R. e JANKOWITSCH, B. Systems of social indicators and social reporting: the state of the art. Mannheim: ZUMA, 1999.
BEZERRA, J. G. F.; KERR, L. R. S. P. e BARRETO, M. L. Mortalidade infantil e contexto socioeconômico no Ceará, Brasil, no período de 1991 a 2001. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, vol.7, n.2, 2007.
CAMPOS, A. et all. Atlas da exclusão social no Brasil. São Paulo: Cortez, 2003.
CARLEY, M. Indicadores sociais. Teoria e prática. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985
DRACHLER; M. L.; CÔRTES, S. M.; CASTRO, J. D. e LEITE, J. Proposta de metodologia para selecionar indicadores de desigualdade em saúde
visando definir prioridades de políticas públicas no Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, vol.8, n.2,2003.
FERNANDES, L. S. e PERES, M. A. Associação entre atenção básica em saúde bucal e indicadores socioeconômicos municipais. Revista de Saúde Pública, vol.39, n.6, 2005.
GAHIN, R. e PATERSON, C. Community indicators: past, present, and future. National Civic Review, vol.90, n.4, 2001.
GADREY, J. e FLORENCE, J. C. Os novos indicadores de riqueza. São Paulo: Editora SENAC, 2006.
HERINGER, R. Desigualdades raciais no Brasil: síntese de indicadores e desafios no campo das políticas públicas. Cadernos de Saúde Pública,vol.18, 2002.
HOFFMANN, R. Distribuição de renda: medidas de desigualdade e pobreza. São Paulo: Edusp, 1998.
HORN, R. Statistical indicators for the economics and social sciences. Cambridge: Cambridge University Press,1983.
IBGE. Para Compreender a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Rio de Janeiro: IBGE,1991.
IBGE. Metodologia do censo demográfico de 1980. Rio de Janeiro: IBGE, 1985.
IBGE/IPEA/Fundação João Pinheiro/PNUD. Novo Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Brasília: IBGE/IPEA/Fundação João Pinheiro/PNUD,2002.
JACKSON, J. E., LEE, R. G. et all. Monitoring the community impacts of the Northwest Forest Plan: an alternative to social indicators. Society and,Natural Resources, vol. 17, n.3, 2004.
JANNUZZI, P. M. Indicadores sociais no Brasil. Conceitos, fontes de dados e aplicações. Campinas: Alínea, 2001.
GAHIN, R. e PATERSON, C. Community indicators: past, present, and future. National Civic Review, vol.90, n.4, 2001.
GADREY, J. e FLORENCE, J. C. Os novos indicadores de riqueza. São Paulo: Editora SENAC, 2006.
HERINGER, R. Desigualdades raciais no Brasil: síntese de indicadores e desafios no campo das políticas públicas. Cadernos de Saúde Pública,vol.18, 2002.
HOFFMANN, R. Distribuição de renda: medidas de desigualdade e pobreza. São Paulo: Edusp, 1998.
HORN, R. Statistical indicators for the economics and social sciences. Cambridge: Cambridge University Press,1983.
IBGE. Para Compreender a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Rio de Janeiro: IBGE,1991.
IBGE. Metodologia do censo demográfico de 1980. Rio de Janeiro: IBGE, 1985.
IBGE/IPEA/Fundação João Pinheiro/PNUD. Novo Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Brasília: IBGE/IPEA/Fundação João Pinheiro/PNUD,2002.
JACKSON, J. E., LEE, R. G. et all. Monitoring the community impacts of the Northwest Forest Plan: an alternative to social indicators. Society and,Natural Resources, vol. 17, n.3, 2004.
JANNUZZI, P. M. Indicadores sociais no Brasil. Conceitos, fontes de dados e aplicações. Campinas: Alínea, 2001.
_________. Considerações sobre o mau uso dos indicadores sociais na formulação e avaliação de políticas públicas municipais. Revista de Administração Pública,vol. 36, n.1,2002.
LATINOBARÓMETRO. Informe Latinobarómetro. Santiago: Corporación Latinobarómetro, 2006.
MARMOT, M. Economic and social determinants of disease. Bulletin of the World Health Organization, n. 79, 2001.
________. Inequalities in health. New England Journal of Medicine, vol. 345, n.2, 2001.
NAHAS, M.I.P. Metodologia de construção de índices e indicadores sociais como instrumentos balizadores da gestão municipal da qualidade de vida urbana: uma síntese da experiência de Belo Horizonte. In HOGAN,D.J et all. Migração e ambiente nas aglomerações Urbanas. Campinas: NEPO,2002.
OECD. Modernising Social Policy for the New Life Course,2007.
OECD. Society at a glance: OECD Social Indicators. Edition,2006.
SPOSATI, A. (coord.). Mapa da exclusão/inclusão social da cidade de São Paulo. São Paulo: EDUC, 1996.
TAYLOR, C. e HUDSON, M. World handbook of political and social indicators,1993.
TELLES, V. S. Indicadores sociais: entre objetividade e subjetividade. In PASSOS, C. (org.) Indicadores, ONGs e Cidadania: contribuições sociopolíticas e metodológicas. Curitiba: ADITEPP/Polis, 2003.
TORRES, H. da G.; FERREIRA, M. P. e DINI, N. P. Indicadores sociais: por que construir novos indicadores como o IPRS. São Paulo em Perspectiva, vol.17, n.3-4,2003.
VICENTIN, G.; SANTOS, A. H. e CARVALHO, M. S. Mortalidade por tuberculose e indicadores sociais no município do Rio de Janeiro. Ciências e Saúde Coletiva, vol.7, n.2, 2002.
ZAPF, W. Social reporting in the 1970s and in the 1990s. Social Indicators Research, vol.51, n. 1, 2000.

Copyright 2020 - STI - Todos os direitos reservados